[junho 23 2016] : NEWS

DJ VENDi: “Minimal house merecia mais atenção”

Desde a infância, Vendi sempre foi autodidata em música, cultivando a sua paixão por meio do piano e tocando em uma banda de rock com influências como Radiohead, CAN, Depeche Mode e Sonic Youth. Mais tarde, ele trocou a guitarra pelos toca-discos e começou a tocar para os amigos em festas de clubes em sua cidade natal.
Ele largou o Beaux Arts College para ir a Barcelona e começou a fazer música e experimentalismos na cidade e para a cena local. Depois disso, assinou em labels parisienses como Dialect, Waskids e Paradigma. Decidiu finalmente deixar suas malas em Berlim e começar a tocar em vários clubes, ganhando reconhecimento e sendo bookado para festas em toda a Europa e na América do Sul.
Uma pequena pausa de dois anos para concentrar-se em sua outra paixão, a arte das tatuagens, não foi capaz de fazê-lo parar de trabalhar música. Nesse tempo, ele chamou a atenção do selo Sleep is Commercial e lançou um álbum de música eletrônica ambiente e mais dois EPs no subselo What Now Becomes. Outro EP foi distribuído pela gravadora russa BodyParts foi “Lines & Dots”, um rótulo que já divulgou o disco “Rises”, também de Vendi.

Leia entrevista com o DJ:

 

Pode falar um pouco de quando você começou a se interessar por música eletrônica?
Eu cresci em um ambiente musical. Depois alguns anos esse impulso  veio naturalmente, me dediquei a música eletrônica…

Quem é a sua maior inspiração?
A vida em geral me inspira. Mas Nils Frahm ou Ion Ludwig chamaram muito a minha atenção nos últimos tempos.

Qual noite de sua vida foi a mais memorável para você? (Como DJ  e como clubber também).
A noite mais memorável para mim foi quando ouvi pela primeira vez Ricardo Villalobos em Ibiza, no Cocoon, em 2007. Experiencia inesquecível  como dj , foi  tocar na Meduza em Moscou… mas entre tantos momentos incríveis é bem difícil escolher somente um…

Se você pudesse ser preso na cena musical de um ano, em qual seria?
Gostaria de ser preso no dia de hoje.

Cite um subgênero que não recebe a atenção que merece?
Minimal house.

Uma faixa que nunca fica velha para você?
“Alive” de Daftpunk  de álbum “Homework”.

O que você está ouvindo agora e qual foi o último vinil que você comprou?
Com certeza “Says”, de Nils Frahm… Entre os últimos vinils que comprei está o disco de Error rec/Unknown artist.

Sua expectativa sobre o D-Edge e impressão que você tem sobre a cena brasileira?

Eu sei que Dedge e um dos mais influentes underground clubes no Brasil, desde  muito tempo.  Encontrei com um produtor incrível DJ Manglus no Uruguai  e ele me disse que adorou a experiência  que ele tive pouco tempo atrás quando tocou no clube. Sinceramente, preciso explorar mais a cena brasileira e estou empolgado por causa do show.

veja também

acessórios que fazem a diferença


[junho 29 2016] : NEWS

FINESSE: ARTES PLÁSTICAS E MÚSICA


[junho 29 2016] : NEWS

Os desafios de promover um after hours

“O ‘after hours’ oficial da cidade de São Paulo é onde todos se encontram de alguma forma, seja através da música, das afinidades culturais ou na busca de…


[junho 29 2016] : NEWS

CORNIBUS PARA RATIER


[junho 29 2016] : NEWS

uM CHAPELEIRO DE VERDADE


[junho 29 2016] : NEWS

Keep Rock: nova festa às segundas no D-EDGE

As segundas-feiras no clube D-Edge estão com novos ares: hoje (27/6), ocorre o pré-lançamento da festa semanal KEEP ROCK. O bom e velho rock and roll continua sendo…


[junho 27 2016] : NEWS

A “PARTY MONSTER” E OS “CLUB KIDS”

A Freak Chic, noite que agita às sextas feiras do D-EDGE, lançou no ano passado a sua edição temática inspirada no filme noventista "Party Monster", que mostra a…


[junho 24 2016] : NEWS

Conheça DJ Tennis e seu selo Life and Death

DJ Tennis é Manfredi Romano. Nascido na década de 70 e cresceu entre Nova Jersey, Sicília, e Parma em uma família onde a música era uma coisa pequena.…


[junho 23 2016] : NEWS

4 razões para não perder Lee Foss no D-EDGE

1. Poucos DJs geraram um impacto tão grande na cena underground de house e techno ao longo dos últimos anos como Lee Foss, o dono do selo Hot…


[junho 23 2016] : NEWS

5 hits da dupla Audiojack, que toca dia 24

Nascidos em Leeds, mas hoje instalados na ilha mais eletrônica do mundo, a espanhola Ibiza a dupla Audiojack já está na estrada há mais de 10 anos como DJs,…


[junho 21 2016] : NEWS

TOP 3: Sobremesas que valem a pedida

Poucos restaurantes da cidade de São Paulo dão o devido valor às sobremesas. O Bossa, com certeza, é um deles. As criações do Chef Wiliam Ribeiro tornaram-se populares por…


[junho 20 2016] : NEWS